Quintas com Saúde - On-line (via Zoom) | O «Programa eutanásia» nazi e as origens da matança dos «indesejados» durante a Segunda Guerra Mundial

21.01.2021 17:30

Ao clicar aqui, o conteúdo irá ser traduzido pelo Microsoft Translator.
By clicking here, the content will be translated by Microsoft Translator.

21.01.2021 17:30 Quintas com Saúde - On-line (via Zoom) | O «Programa eutanásia» nazi e as origens da matança dos «indesejados» durante a Segunda Guerra Mundial Link: https:///pt/central-eventos/quintas-com-saude-line-zoom-programa-eutanasia-nazi-e-origens-matanca-dos

Como Chegar / How to Arrive
Universidade Católica Portuguesa - Porto

Inscrição gratuita mas obrigatória aqui.

 

RESUMO

Os vários Holocaustos perpetrados nos campos nazis de aniquilação de seres humanos considerados indesejáveis começaram concretamente com o programa Eutanásia.

O processo começou teoricamente com as teses etnocêntricas defendidas por Hitler em Mein Kampf, em meados da década de 1920. O próximo passo fundamental consistiu na legislação que iniciou a concretização de tais teses, na forma das Leis de Nuremberga (meados dos anos 1930), que, deste modo, criaram precedente jurídico – por nenhuma potência dita democrática eficazmente combatido – para, entre outras acções, o «Programa Eutanásia» nazi, directamente patrocinado por Hitler.

Para lá do «intenso interesse na matança medicamente operada»1 que Hitler tinha e que desencadeou um debate teórico sobre fins e meios atinentes a tal acção, o ditador recebeu pessoalmente pedidos de familiares de recém-nascidos ou de crianças muito novas «com deformações severas e deformações cerebrais para o consentimento de uma morte misericordiosa.»2. A eutanásia de crianças, a primeira a ser realizada, encontrou as condições políticas favoráveis reunidas: legitimidade institucional e apoio dos próprios familiares.

Através de passos políticos semelhantes, com a mobilização voluntária e eficacíssima de pessoal sanitário, avançou-se inexoravelmente até se alcançar algo como o ápice da humana miséria e vileza, incarnadas no acto que constituiu e constitui para sempre o triunfo do nazismo: Treblinka, onde o mal triunfou.

Este estudo acompanhará alguns destes inexoráveis passos.

Américo Pereira
UCP/FCH

Natal de 2020

1 LIFTON Robert Jay, The Nazi Doctors. Medical killing and the psychology of genocide, s. l., Perseus Books, 1986, p. 50.
2 Ibidem.

Veja aqui todas as sessões deste Ciclo de Conferências »