Espiritualidade e Saúde

Início Término Designação
2015.05.12 2015.05.27
     
 
 
Apresentação
A esperança é um elemento importante na vida humana, assim como é depreendido como uma vivência altamente personalizada e subjetiva, sobretudo em contextos de adversidade, dos quais o sofrimento e a incerteza inerente aos processos experienciais que acarreta a doença e/ou a morte. 
A formação “Capacitação dos Profissionais de Saúde para a Gestão da Esperança” pretende promover o desenvolvimento de competências nos profissionais de saúde para a promoção da esperança com intencionalidade terapêutica. O conhecimento científico disponível acerca deste conceito abrange um envolvimento de saberes empíricos com carater multidisciplinar, explorado em profundidade, quer no âmbito da investigação, quer no da reflexão sobre a sua transferência nas áreas da saúde e da sociedade em geral.
 
 
Objetivos
Com a presente formação pretende-se:
- Reconhecer a visão multidisciplinar da «esperança» sob as diversas perspetivas (filosofia, teologia, medicina, psicologia, enfermagem e artística);
- Caracterizar os contextos de saúde enquanto promotores ou inibidores de esperança no processo assistencial das pessoas e famílias;
- Identificar o papel da esperança nas vivências da pessoa com doença crónica e sua família/cuidador;
- Analisar o papel dos profissionais de saúde na promoção da esperança, discutindo limitações e enquadramento ético em distintos cenários dos cuidados de saúde;
- Interpretar o potencial das ferramentas/ações promotoras de esperança perante a vulnerabilidade da pessoa e família em situações de sofrimento e/ou luto;
- Utilizar a própria esperança como recurso na prática profissional perante pessoas com doença crónica e suas famílias utilizando processos de autorreflexão e autoanálise;
- Escolher ferramentas / ações promotoras de esperança em situações específicas de casos reais;
- Praticar estratégias de promoção da esperança em processos de saúde / doença com recurso à prática simulada;
- Promover a tomada de decisão dos profissionais de saúde no âmbito da gestão de planos de cuidados promotores de esperança no decurso da sua atividade profissional.
 
Pretende-se que os formandos, no final da formação, consigam: 
- demonstrar conhecimentos no âmbito da capacitação para a promoção da esperança em distintos cenários cuidativos;
- demonstrar competências facilitadoras da intervenção na pessoa em situação de doença crónica e/ou fim de vida / família;
- justificar a importância de se constituírem como elementos de referência na área da gestão da esperança.
 
 
Organização do curso
 
Metodologia
Os conteúdos programáticos serão desenvolvidos utilizando uma metodologia activa com apelo à participação dos estudantes e à reflexão individual. Neste contexto, os conteúdos programáticos serão abordados pelos professores, sendo concedido tempo
para discussão, realização de role-playing e orientado o estudo dos diferentes temas, recorrendo à análise de casos.
Será indicada bibliografia específica e/ou fornecidos textos de apoio para além da bibliografia geral aconselhada.
 
 
Conteúdos / Programa 
 
Unidade I: A esperança na vida humana
- A esperança no ciclo de vida: tipos e perspetivas
- A esperança e a desesperança em contextos de cuidados de saúde 
- A importância das experiências de esperança no conforto e na qualidade de vida
 
Unidade II: A promoção da esperança 
- A promoção da esperança na pessoa em situação de doença crónica/paliativa
- A promoção da esperança nos cuidadores / família nos processos de doença e hospitalização
- Cuidados paliativos e a esperança nos cuidados à pessoa em fim de vida
 
Unidade III: A esperança nos profissionais de saúde
- De que falamos quando falamos da «minha» esperança?
- A importância do ambiente «estético» na prestação de cuidados de saúde
- Recursos e obstáculos à intervenção profissional em esperança
- Oficinas de esperança no apoio ao profissional de saúde 
 
Unidade IV: As estratégias promotoras da esperança 
- Programas e Modelos de intervenção na promoção da esperança  
- Discussão e análise de casos clínicos: instrumentos de avaliação e intervenção em esperança
- Aconselhamento técnico – o papel do profissional «gestor da esperança»
 
 
Datas
Novas datas a divulgar brevemente
 
Número de horas
24
 
Destinatários
Profissionais e estudantes na área da saúde.
 
 
Coordenação / Docência
 
Zaida Borges Charepe
Licenciada em Enfermagem. Mestre em Comunicação em Saúde pela Universidade Aberta; Mestre e Doutora em Enfermagem pela Universidade Católica Portuguesa. Enfermeira Especialista em Enfermagem de Saúde Infantil e Pediátrica. Professora Auxiliar no Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa.
 
Ana Isabel Fernandes Querido
Licenciada em Enfermagem. Mestre em Cuidados Paliativos pela Universidade de Lisboa e Doutora em Enfermagem pela Universidade Católica Portuguesa. Enfermeira Especialista em Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica. Professora na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Leiria.
 
 
Regime
Diurno | Transmissão à distância: Não disponível
 
Local de realização
UCP Campus Asprela
 

» informe-nos se quiser participar na próxima edição!

 

Outras informações
Formação também disponível na modalidade de Formação Avançada: Não
Transmissão à distância: Não disponível
Oferta do livro « Promover a esperança... »
 
 
 
 
 
 
 
enlightened - Inscrições abertas