Licenciatura em Enfermagem

PrintPrint

A Enfermagem é hoje uma profissão indispensável à promoção da vida e da saúde das populações, com uma expressão concreta, um saber construído, uma arte específica e um código deontológico próprio. Afirma-se no preâmbulo do Decreto-lei 104/98, de 21 de Abril: «...os enfermeiros constituem, actualmente, uma comunidade profissional e científica da maior relevância no funcionamento do sistema de saúde e na garantia do acesso da população a cuidados de saúde de qualidade, em especial em cuidados de enfermagem».

Área de Estudos: 
Ciências da Saúde
Grau de Ensino: 
1º Ciclo
Regime: 
Diurno
ECTS: 
240
Campus: 
Campus Foz
Destinatários: 

Por força do Decreto-lei 480/88 de 23 de Dezembro, o ensino de enfermagem foi integrado no Ensino Superior Politécnico. O acesso à profissão passa a fazer-se a partir daqui, com o grau de bacharel e os cursos de especialização conferem o Diploma de Estudos Superiores Especializados e o grau de licenciado.
Com o Decreto-Lei nº 353/99 de 3 de Setembro, o Ministério da Educação cria o Curso de Licenciatura em Enfermagem de ciclo único, que passa a ser o nível de formação para ingresso na profissão. São também criados os Cursos de Pós-Licenciatura de Especialização em Enfermagem para acesso ao título de enfermeiro especialista, que só podem ser leccionados em escolas que leccionem o curso de licenciatura e devem ser coordenados por enfermeiros detentores da mesma especialidade (regulados pela Portaria 268/2002 de 13 de Março).
O Decreto-lei 161/96 de 4 de Setembro, que aprova o Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros, define as intervenções dos enfermeiros como autónomas e interdependentes, dirigidas ao indivíduo, famílias, grupos e comunidades e incluindo a prestação de cuidados, a gestão, a formação e a docência, a investigação e a assessoria.
A Ordem dos Enfermeiros, no exercício dos poderes de que foi investida, aprovou um enquadramento conceptual para a profissão de enfermeiro e definiu as competências do enfermeiro de cuidados gerais, a demonstrar aquando do ingresso na profissão, que se agrupam em três grandes domínios: prática profissional, ética e legal; prestação e gestão de cuidados; desenvolvimento profissional.
A par da evolução da profissão e da formação, a Enfermagem tem vindo a afirmar-se como disciplina científica, produzindo conhecimento para um vasto campo de intervenção, tomando como objecto de estudo a resposta humana à doença e aos processos de vida, visando a adaptação (entendida como capacidade para gerir situações adversas) em contínuas transições ao longo de todo o ciclo vital.
É neste contexto nacional muito específico, em que o estádio da profissão e da disciplina é fruto de um caminho de séculos, com múltiplas influências filosóficas, sociais e científicas, que se apresenta todo o projecto de formação em enfermagem na UCP-ICS.

Provas/Requisitos de Ingresso: 

Os candidatos devem cumprir cumulativamente os seguintes requisitos:

  • Ser titular de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente
  • Ter realizado pelo menos uma das provas de ingresso abaixo indicadas, em 2015,  2014 ou  2013:

» (02) Biologia e Geologia OU
» (02) Biologia e Geologia E (07) Física e Química OU
» (02) Biologia e Geologia E (16) Matemática

 
Prova de ingresso 2015 Exames realizados nos anos de 2015, 2014 ou 2013 que servem como prova de ingresso para acesso ao ensino superior em 2015
16 - Matemática 635 - Matemática A ou 735 - Matemática B
02 - Biologia e Geologia 702 - Biologia e Geologia
07 - Física e Química 715 - Física e Química A
 
 
Contactos: 

Serviços Académicos

segunda a sexta-feira - 9h45-11h45, 14h15-16h15
s.academicos@porto.ucp.pt | +351 225 580 055 / 12